A bela e trágica abertura – em câmera lenta, preto e branco, retratando uma explícita cena de sexo e orgasmo enquanto o bebê do casal sai do berço e se atira pela janela – mostra que será praticamente impossível passar impune por Anticristo. O casal protagonista (sem nome), interpretado à perfeição por Charlotte Gainsbourg e Willem Defoe decide mudar-se para uma cabana no meio da mata para superar a morte dramática de seu bebê. Ele, um psicólogo, decide aplicar alguns de seus métodos de tratamento em sua esposa, entregue a dor e ao sofrimento. Talvez o filme mais polêmico de Lars Von Trier, o que Anticristo provoca nos espectadores é uma mistura de repulsão e sadismo, por vezes não sobrando espaço sequer para respirar.  É uma película pesada, de fotografia irreparável e que necessita de uma boa dose de estômago para chegar ao fim. Prepare-se para a proliferação de sensações até então inimagináveis, da qual você certamente não conseguirá escapar!


Diretor:
Lars Von Trier
Título original: Antichrist

 

Assista ao trailer:

Anticristo (2009)

Comentários

comentários