A Batalha de Argel retrata a história da guerra civil entre argelinos contra franceses pela independência da Argélia. O filme remonta aos anos de 1954 a 1957, com enfoque na história de Ali La Pointe (Brahim Haggiag), um analfabeto que comete pequenos crimes para sobreviver em Argel, capital do país, e se torna o líder do movimento pela autonomia do país norte-africano. Lançado há mais de 50 anos, a película segue incrivelmente realista, extrapolando o campo do cinema e sobrevivendo ao tempo como relevante documento histórico e político. A grande força dramática da obra é impulsionada por ter sido gravada três anos após o fim do confronto, valendo-se do cenário original da cidade e contando com apenas um ator profissional, o francês Jean Martin, fazendo o papel do coronel francês Mathieu – os demais eram todos amadores ou moradores da cidade, e boa parte participou do confronto na vida real, anos antes. Proibida em diversos países por anos, inclusive no Brasil, a obra foi reconhecida como influência em inúmeros grupos de resistência, além de ter servido como instrumento motivacional para a seleção argelina de futebol em sua preparação para a Copa do Mundo de 2010. Detalhando táticas utilizadas pelos revolucionários argelinos, com um suspense crescente e sem glamourizar a guerra, A Batalha de Argel vai surpreender você e mostrar por que seu lugar está garantido entre os clássicos do cinema!


Diretor:
Gillo Pontecorvo
Título original: La Battaglia di Algeri

 

Assista ao trailer:

A Batalha de Argel (1966)
Compartilhe:

Comentários

comentários